Obesidade

Home > Obesidade

INFORMAÇÕES SOBRE OBESIDADE

A obesidade é uma doença caracterizada pelo excesso de gordura no corpo. Esse acúmulo ocorre quando a oferta de calorias é constantemente maior que o gasto de energia corporal e resulta frequentemente em sérios prejuízos à saúde. Atualmente, atinge 600 milhões de pessoas no mundo, 30 milhões somente no Brasil. Se for incluída a população com sobrepeso, esse número aumenta para 1,9 bilhão de pessoas no mundo e 95 milhões de brasileiros. Estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) projetam um cenário ainda pior para os próximos anos. Estima-se que, em 2015, existirão 2,3 bilhões de pessoas com excesso de peso e 700 milhões de obesos no mundo inteiro.

Fórmula do cálculo

O índice de massa corpórea é calculado pela divisão do peso (em quilos) pela altura(em metros) elevada ao quadrado.

A obesidade mórbida é definida como um índice de massa corpórea maior que 40 ou 45 Kg/m², e apresenta consequências mórbidas orgânicas ou psicossociais.

É de conhecimento comum, que o indivíduo obeso adoece mais e tem maior morbimortalidade em qualquer patologia que o indivíduo não obeso, acarretando maior gasto direto e indireto para toda a sociedade.

A primeira opção para se livrar do excesso de peso é o chamado tratamento clínico, que inclui dieta, exercícios, medicação e acompanhamento de endocrinologista e nutricionista. Também podem fazer parte da equipe um fisioterapeuta e um psicólogo. O objetivo é conscientizar o paciente da necessidade de trocar o sedentarismo e a má alimentação por hábitos de vida mais saudáveis que contemplem atividade física e dieta balanceada. Nos casos em que a obesidade traz prejuízos à saúde e o tratamento clínico se mostra ineficaz, o tratamento cirúrgico deve ser considerado. O método é conhecido popularmente como “redução de estômago”, mas vai muito além.

Existem vários tipos de cirurgias disponíveis e cabe ao médico apresentá-los ao paciente e recomendar o mais apropriado - e seguro - para cada caso.

Estudos mostram que o obeso mórbido tem grande dificuldade em perder peso, e principalmente em ter uma perda de peso sustentada somente com a terapêutica clínica. Sendo, portanto, a cirurgia a única terapêutica reconhecidamente eficaz na perda sustentada de peso e melhora e/ou cura das comorbidades associadas a esta doença.

Os primórdios da cirurgia bariátrica, constam da década de 70 e foram se aperfeiçoando e evoluindo ao longo dos anos, tendo seu grande auge a partir da década de 90, e se firmou completamente a partir da comprovação do conceito metabólico no ano de 2006.

O tratamento cirúrgico apresenta hoje índices de morbimortalidade baixos e resultados comprovadamente eficazes, sendo realizado em grande escala por todo mundo.

Top Top